segunda-feira, 12 de março de 2012

Vigilantes em Greve no Estado do Rio de Janeiro:

Vigilantes do estado do Rio de Janeiro indignados rejeitam proposta dos Patrões e decidem entrar em Greve a partir do dia 12/03/ 2012.
No dia 01 de março, foi realizada uma assembleia na sede do Sindicato dos Vigilantes do Rio de Janeiro, esta presidida pelo grande amigo e companheiro Antônio Carlos, vice presidente desta respeitável instituição que há anos tem voltado seus esforços em favor de nossa categoria. Contando com a presença de toda a diretoria, e centenas de companheiros vigilantes, após ter sido apresentada a estes a proposta patronal que rejeita nossas reinvindicações com grande sentimento de indignação e luta por melhores salários e condições detrabalho a plenária decidiu entrar em greve a partir do dia sete de março do corrente ano.
Um grande sonho meu está sendo realizado nesta Campanha Salarial: Foi conseguir o apoio dos Sindicatos que estavam afastados nos anos anteriores- como São João de Meriti, Niterói, Angra dos Reis, Caxias, Itaguaí, Mesquita e Petrópolis que se juntaram a Rio de Janeiro, Campos, Macaé, Belford Roxo, Nova Iguaçu, Friburgo, e Volta Redonda além do Sindicato de Transportes de Valores do Interior indignados com a vergonhosa proposta Patronal de “0% de ganho real”. Todos unidos com o mesmo propósito.
Nós estamos reivindicando 10% de reajuste acima do índice Inflacionário do período de um ano a contar do dissídio anterior, dividir os outros 22% restantes do Risco de Vida em apenas duas parcelas de 11%, vale Refeição de R$16,50, redução de 20% para 5% nos descontos do Vale Refeição, Assistência médica custeada pela Empresas para o vigilante e seus dependentes, diminuição da jornada de trabalhos de 192h para 180h, mudança do triênio de 2% para anuênio de 1%, horas extras para o vigilante que faz reciclagem nos dias de folga, entre muitas outras reivindicações .
Todas estas propostas me chamaram muito a atenção, mas eu gostaria de destacar o impedimento dos descontos no contracheque de prejuízos causados devidos a acidentes de trânsito e multas; possibilidade de recursos em multas de trânsito, além da manutenção das clausulas existentes. “É um grande absurdo que” além de vigilantes e supervisores arriscarem suas vidas todos os dias seja forçado a arcar com estes prejuízos, descontando de seus baixos e vergonhosos salários à custa por acidentes ou eventuais multas de trânsito sendo que na grande maioria das vezes o mesmo deve se deslocar o mais rápido possível para atender um vigilante em posto ou a interesses das Empresas.
Vigilantes de Escolta armada além de correrem riscos há todos os dias, podendo
ser alvejados como aconteceu com dois companheiros vitimados após covardemente
serem atacados por criminosos enquanto faziam escolta de transporte de cigarros.
Gostaria de destacar e parabenizar o companheiro Antônio Carlos da Silva Oliveira pela sua postura, sentimento de dever em lutar a favor de nossa categoria, e respeito às causas trabalhadoras. Eu não o conhecia pessoalmente, mas pude comprovar que temos um companheiro e grande líder lutando ao nosso favor.
Destaco ainda a presença do companheiro Marcos Dias presidente do “Sindicato dos Vigilantes, Transporte de Valores e Prevenção e Combate a Incêndios de Belford Roxo e Queimados” e diretor da “Nova Central Sindical” onde o mesmo tem desempenhado um excelente trabalho na luta em favor do trabalhador Vigilante, Vigilante de Transporte de Valores e Bombeiro Profissional Civil.
Nós não estamos reivindicando nada absurdo, apenas remunerações, condições de trabalho e benefícios dos quais nos vigilantes somos dignos devido as nossas condições econômicas atuais, os riscos que corremos o sonho que temos em dar o melhor para nossos filhos, e o grande desejo que temos em sermos valorizados e bem remunerados como profissionais de valor que somos.
Sermos reconhecidos como profissionais de segurança patrimonial e privada é graças à luta de valentes guerreiros da categoria como o companheiro Fernando Bandeira que após árduas e insistentes batalhas nos levou a avançar para grandes conquistas que valorizaram nossa categoria. E isso não se pode deixar de reconhecer e lembrar para que valentes guerreiros do presente e do futuro esmerando-se nele possam manter as conquistas que adquirimos e conquistar o que ainda somos carentes.
Faço das palavras de Martin Luther King as minhas palavras quando disse: “Eu não me preocupo com o grito dos violentos, dos corruptos, dos sem caráter e dos sem ética. Eu me preocupo com o silêncio dos bons.”
Companheiros! Não vamos nos manter silenciosos diante do descaso dos Patrões
quanto aos baixos salários dos profissionais de segurança patrimonial e privada
no estado do Rio de Janeiro.
Peço a união de toda a nossa categoria em prol de nossa luta.
Alex Vigilante
blogvigilantebrasil@hotmail.com
alexvigilanterj.blogspot.com
blogvigilantebrasil.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

No Rio de Janeiro "Oportunidade Seg":

ASSESSORIA EM EMPRESAS DE SEGURANÇA PRIVADA

Projeto Valorização do Vigilante: